Plano Operacional – Vacinação do Covid.

Plano Operacional Campanha Vacinação contra a  COVID – 19

Janeiro de 2021

A covid-19 é a maior pandemia da história recente da humanidade causada pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2), que causa infecção respiratória aguda potencialmente grave. Trata-se de uma doença de elevada transmissibilidade e distribuição global. A transmissão ocorre principalmente entre pessoas por meio de gotículas respiratórias ou contato com objetos e superfícies contaminadas.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 40% das pessoas têm a forma leve ou moderada da doença, porém aproximadamente 15% delas desenvolvem a doença severa necessitando de suporte de oxigênio. Tem-se ainda que 5% da população que é afetada com a forma grave da doença e podem vir a desenvolver além das complicações respiratórias, complicações sistêmicas como trombose, complicações cardíacas e renais, sepse e choque séptico.

Para conseguir atingir o objetivo de mitigação dos impactos da pandemia, diversos países e empresas farmacêuticas estão empreendendo esforços na produção de uma vacina segura e eficaz contra a covid-19.

O planejamento da vacinação nacional é orientado em conformidade com o registro e licenciamento de vacinas, que no Brasil é de atribuição da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), conforme Lei nº 6.360/1976 e regulamentos técnicos como RDC nº 55/2010, RDC 348/2020 e RDC nº 415/2020. Ressalta-se ainda a RDC nº 444, de 10 de dezembro de 2020, que estabelece a autorização temporária de uso emergencial, em caráter experimental, de vacinas COVID-19 para o enfrentamento da emergência de saúde pública de importância nacional, decorrente do surto do novo coronavírus (SARS-CoV-2). Trata-se de normativa que estabelece os critérios mínimos a serem cumpridos pelas empresas para submissão do pedido de autorização temporária de uso emergencial durante a vigência da emergência em saúde pública, detalhados no Guia da Anvisa nº 42/2020. Ressalta-se que a vacinação é gratuita.

A realização da campanha de vacinação contra COVID-19 será um grande desafio para o SUS, particularmente para gestores e equipes técnicas municipais. Sem dúvida, uma experiência sem precedentes.

O Município de Vista Alegre do Alto, desde o início da Pandemia elaborou estratégias para o seu enfrentamento, como alteração no fluxo de atendimento aos pacientes, com triagem na entrada do Pronto Socorro onde os sintomáticos respiratórios eram direcionados à sala específica para atendimento. Após, houve a Organização do Pronto Atendimento de Sintomas Gripais, com estrutura montada na antiga entrada do Hospital Municipal, com dois leitos, monitor cardíaco, oxigênio, consultório para realização de triagem e atendimento médico, equipe de profissionais exclusiva para o atendimento (médico, enfermeiros e auxiliares/técnicos de enfermagem).

Agora, tendo em vista a Campanha de Vacinação contra Covid-19, o Município, com a sua equipe de profissionais, também elaborou estratégias e as descreve a seguir.

Coordenação do Plano

A Campanha de Vacinação contra COVID – 19 tem o apoio da Prefeitura Municipal, será coordenada pela Secretaria Municipal de Saúde, Vigilância Epidemiológica e Unidade Básica de Saúde.

A equipe será composta por Enfermeiros, Técnicos de Enfermagem, Recepcionistas, Profissionais de Higiene/Limpeza e Profissionais de Segurança.

Estratégias de Vacinação

As estratégias de vacinação foram decididas a partir de uma reunião entre Secretaria Municipal de Saúde, Vigilância Epidemiológica e Atenção Básica que decidiram como local para o Posto de Vacinação Volante o Clube Vista Alegre,  devido a sua fácil localização e acessibilidade.

A equipe manterá a organização de filas, seguindo o distanciamento social adequado, exigindo o uso de máscara e realizando classificação dos pacientes na fila,

onde quem estiver sintomático, será direcionado ao Pronto Atendimento de Sintomas Gripais, para atendimento. Ficha de Classificação em anexo.

O atendimento seguirá o seguinte fluxo:

Entrada (porta frente)

Direcionamento para as filas

Triagem de pacientes

Anotação de dados em carteirinha/Orientação eventos adversos

Vacinação

Saída (porta fundo)

Contaremos com duas portas, uma para a entrada e outra para a saída, para haver agilidade no atendimento e mantermos um fluxo adequado, a fim de evitar aglomerações.

O calendário dos grupos/população que receberão a vacina será divulgado através dos canais de rádio, carro de som, panfletos e internet (site da Prefeitura do Município), assim que tivermos acesso.

Funcionamento dos Postos de Vacinação

  • Posto de Vacinação Fixo: A UBS Antonio Apparecido Fiorani continuará com a demanda espontânea, funcionando de segunda a sexta-feira no período das 07 às 17 horas atendendo vacinas de rotina.
  • Posto de Vacinação Volante: Clube Vista Alegre, atenderá demanda espontânea seguindo os critérios de vacinação dos grupos e faixa etária determinado pelo Ministério da Saúde. O horário previsto de funcionamento será de segunda à sexta-feira das 07 às 17 horas , podendo sofrer alteração conforme necessidade da Campanha.
  • Equipe de vacinação para pessoas acamadas: funciona com roteiro específico (data a ser decidida e divulgada).
  • Drive thru: atende demanda espontânea em locais com fluência de trânsito. Oferece possibilidade de distanciamento físico e comodidade para pessoas com dificuldade de locomoção (data a ser decidida e divulgada).

Imuno e Insumo

Para a realização da Campanha de Vacinação contra a Covid – 19, o Município recebeu da Regional de Barretos os seguintes insumos:

– 1000 seringas de 3 ml;

– 900 unidades de agulhas 25×7;

– 300 unidades de agulhas 30×7;

– 5.000 comprovantes de vacinação Covid – 19;

A quantidade de Imuno a ser recebida será divulgada conforme o recebimento, pois não há quantidade prévia definida.

Rede de Frio

A cadeia de frio é o processo logístico da rede de frio, desde a saída do imunobiológico de um determinado ponto até chegar ao indivíduo que receberá a

vacina. Nesta cadeia entra também o transporte, onde as vacinas irão em caixas térmicas com bobinas de gelo e termômetros. Em toda a cadeia deve ser organizado o processo de trabalho para monitoramento e registro das temperaturas Uma rede de frio adequada é essencial para garantir a qualidade do imunobiológico. Ela abrange todo o sistema, o que inclui a estrutura técnico-administrativa, planejamento, avaliação e financiamento.

Esta estrutura é normatizada pelo Programa Nacional de Imunização e visa à manutenção adequada da cadeia de frio.

A UBS Antonio Apparecido Fiorani possui duas câmaras frias, sendo uma para armazenar estoque e uma para armazenar a vacinação de rotina e um gerador devidamente instalado para garantir a segurança desses imunobiológicos.

Vigilância de Eventos Adversos

Com uma vacinação em massa, podem ocorrer eventos adversos associados de fato às vacinas, bem como doenças e agravos que naturalmente aconteceriam e serão coincidentes temporalmente com a vacinação. Qualquer ocorrência fora do esperado e sem a devida investigação pode provocar dificuldades na continuidade da Campanha. Sendo assim, é preciso organizar um esquema de detecção e investigação destas situações.

A equipe orientará cada pessoa que receber a dose de vacina quanto aos possíveis eventos adversos. Será entregue, junto ao comprovante de vacinação, um contato para que seja comunicado o aparecimento de qualquer sinal ou sintoma.

Contato para comunicação de eventos adversos (16) 9 9642 0111

A equipe está devidamente treinada para:

  • Detectar, notificar e fazer busca ativa de novos eventos adversos;
  • Investigar os casos (exames clínicos, exames laboratoriais etc.);
  • Encerrar os casos e fazer a classificação final;
  • Organizar fluxo de divulgação dos eventuais casos identificados para profissionais de saúde e população;
  • A equipe de plantão do Pronto Socorro está devidamente orientada para recebimento de notificações no período em que os Postos de Vacinação Fixo e Volante não estiverem disponíveis.

A rapidez em identificar, elucidar e comunicar amplamente os profissionais de saúde e toda a população gera segurança para o sucesso e continuidade da vacinação.

Referências

Nota Técnica COSEMS/SP nº 12, Campanha de vacinação contra COVID-19 Sugestão para Elaboração de Plano Operativo, 21/12/2021.

Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, Brasília, 16/12/2020.

Elaborado por:

Ana Carolina Lerri Antonio

Enfermeira e Coordenadora Vigilância Epidemiológica

Patricia Kelli Aleixo Soares

Enfermeira Atenção Básica

Aprovado por:

Camila Dalócio

Secretária da Sáude

Vista Alegre do Alto, 11 de Janeiro de 2021

ANEXO 1

ANEXO 2

TELEFONE PARA EVENTOS ADVERSOS

VACINAÇÃO COVID-19

16 9 9642-0111

VISTA ALEGRE DO ALTO